Páginas

sábado, 27 de agosto de 2011

Praparação pra formatura: PENTEADO!

E dando continuidade ao post de preparação pra formatura, lá vamos nós à escolha do penteado. Primeiramente, crédito á Vic, do Dia de Beauté, porque, gente, nunca vi blog tão completo com fotos de inspirações pra gente.
A escolha pra colação de grau vai ser um cabelo solto, mas sem cara de todo dia, tipo esse da foto abaixo. É claro que se eu tivesse a cara da Diane Kruger (perfeita), eu também ia sair assim de casa. Hahahahaa! Mas em se tratando de colação de grau, não tem jeito, tem que ser cabelo solto mesmo, no máximo um baby liss. Porque, né? Você vai ficar a cerimônia toda com o capelo, e na hora da cena clássica de jogá-lo pra cima... adeus penteado?
Minha musa!!!
Já a do culto ecumênico eu quero um meio preso, tipo esses aí (gente, amo as fotos da Diane porque o cabelo dela tem o comprimento um pouco menor que o meu, e ela consegue fazer penteados lindos e sem aplique). Como o culto é uma coisa mais séria (apesar de eu não ter religião, é uma ocasião solene que merece respeito), eu vou usar um cabelo mais “mocinha comportada”, e um vestido idem. Acho o fim as moças no culto ecumênico da formatura usando vestido de panicat e cabelón sexy. A ocasião pede uma coisa mais formal, meninas, inclusive pros convidados.
Diane, quero ser você quando crescer!

Mas preferi o penteado da Leighton, mais arrumadinho.

Por fim... o baile!!! Meu vestido (que eu não vou postar foto aqui antes, será surpresa) tem muito bordado, e muito brilho, uma vibe quase princesa, então, eu queria um penteado bonito, porém sóbrio. Além disso, queria algo que ficasse bem preso e que não corresse o risco de “desmontar” no meio da noite, porque eu sou bandida, e vou dançar até morrer. Além do que, será no verão. Por fim, sou taxativa com duas coisas: odeio mecha de cabelo solta/caindo na cara, assim como odeio cabelo bagunçado. Você gasta 60 pilas do seu rico salário mínimo pra sair do salão descabelada? Affe! Nem fudendo  a pau! Quero sair linda, com o cabelo com cara de arrumado, please, não com cara de quem acabou de sair da cama.
Parei tudo nesse coque!!!

Esse da Rachel destoa da proposta dos outros dois, mas ficou tão lindo...

Eu só tiraria essa mecha solta perdida aí. Mas é basicamente o mesmo penteado da Ashley Greene.

Então, moças, é isso. Se alguém tiver alguma sugestão pra mim, por favor, posta aí nos comments. Bjo!!!

sábado, 20 de agosto de 2011

Pela individualidade feminina.

Hello, amadas. Véspera de OAB, momentos de tensão pra mim. Conto com a torcida e o pensamento positivo de todas vocês amanhã.
De resto... bom, como vocês certamente perceberam, o Proud é escrito por três mocinhas. E não raro, vocês vão ver aqui opiniões até mesmo contraditórias nas nossas postagens. Isso se dá porque, apesar do interesse comum que nos trouxe pro blog, de todas as semelhanças e afinidades que nós temos, somos pessoas distintas. Pra vocês terem uma idéia, eu (Barbara) e Silvana fazemos faculdade de Direito, e Yasmin, Biologia. Silvana e Yasmin malham de forma quase religiosa, ao passo que eu não suporto academia. Yasmin ama bichos e eu tenho pavor deles. Eu amo cozinhar, e as minhas mocinhas sabem, mas não tem tanto prazer com a atividade quanto eu. Silvana AMA futebol, e eu não ligo tanto assim.
Mas, essas coisas que nos tornam tão diferentes, pra mim, são lindas. Foi muito fofo ver a Yasmin cuidando do Otto, ou indignada quando descobriu dos testes em animais. E ela fica linda com roupa de academia. Isso tudo é parte de quem ela é, e o que a torna uma pessoa tão cativante e bonita. Já a Silvana... Eu morro de rir quando ela se empolga com a tabela do brasileirão. Ou então quando ela me pede pelo amor de DEUS que não exagere na maquiagem dela, porque ela não curte os makes de traveca que eu tanto amo. É também parte de quem ela é, o que a torna tão forte, segura e linda. E porque eu disse isso tudo?
Eu já falei aqui no blog que eu estava cansada da moda atual. Dessa coisa toda de conceitos, de “in”, de “tendências”, de must have. A gente vive um tempo altamente democrático na moda, mas ao mesmo tempo, eu nunca vi tanta padronização. Até ser “diferente” acabou sendo um outro padrão. Quem se dá a alcunha de diferente, fica brigando o tempo todo pra não ser igual a ninguém. Já quem quer se encaixar, fica o tempo todo brigando pra parecer igual a todo mundo. São duas batalhas impossíveis de vencer.
E, numa dessas, descubro que uma pessoa a quem admiro muito conseguiu resumir muito do que eu penso em poucas e verdadeiras palavras. Mas me deixem apresentá-lo a vocês: Wilson Ferreira, uma pessoa fantástica, é publicitário, artista plástico e designer. Um cara muito culto, inteligente, simpático, e verdadeiro ao extremo. É o tipo de pessoa que a gente sempre acaba procurando quando precisa ouvir aquela verdade doída, crua e sem adornos. E é um profissional competentíssimo!
Essa imagem abaixo é parte de um trabalho publicitário que ele está fazendo. Ignorem o merchan pra loja, e foquem nas sábias palavras dele: valorize o que é único em você. Todo mundo copia o vestido da moça da novela, a maquiagem que saiu na revista. Isso é normal. Buscar informação, saber o que copiar, o que adaptar e o que descartar. Até mesmo porque, ninguém vai conseguir achar o próprio estilo sem a danada da informação.




Só clicar na imagem pra ela ficar maior e vocês poderem ler as sábias palavras de Wilson.

Mas fica aqui meu manifesto pela individualidade: ninguém é obrigado a ser diferente ou igual a todo mundo o tempo todo. Basta ser você.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Preparação pra formatura + Como fazer o cabelo crescer.

Hello Ladies!!!
Começo aqui um post da minha saga para formatura, e começo com a preparação do cabelo. Isso porque, moças, formatura tem que ter penteado. E isso pra mim seria um problema.
O caso é que eu sempre deixei meu cabelo curto/médio, nunca passando da altura dos ombros. E esse comprimento é um desastre pra penteado (some a isso o fato de que eu me formo no verão e nem cogitei a hipótese de usar um aplique calorento). Então, desde dezembro do ano passado qual foi a solução? Deixar a juba crescer.
Aí desesperei. Queria que ele crescesse muito, e muito depressa. E o que uma pessoa desesperada faz, meu povo? Faz besteira. E eu quase fiz uma. Li na net sobre um raio de um shampoo misturado com um medicamento de uso veterinário que prometia milagres. E eu quase fiz isso. Mas, aos 45 do segundo tempo resolvi apelar pro certo, em vez de pro duvidoso, e fui visitar meu amado dermato. Graças a Deus!!!
Primeiro, que essa “receitinha milagrosa” da net aí não dá certo. E ainda te faz correr o risco de ficar careca, tipo, o extremo oposto. Então vamos às considerações do doutor.
O seu cabelo cresce não mais que 1,5 cm em média por mês. E pode crescer alguns milímetros a mais ou a menos dependendo do seu metabolismo, genética, e essas coisas. Tem ainda aquela fase que nasce “cabelo novo” (parece que é um frizz infernal, mas não é), e com relação a isso, não tem muito o que se fazer. Ele ainda pode crescer mais devagar, ou cair muito, se fragilizado por químicas, secador e chapinha. Mas... se não é esse o caso, ou se você cuida muito direitinho da sua juba e ele começa a demorar a crescer/cair pode ser sinal de algo mais grave. A deficiência de algum nutriente essencial no seu organismo pode fazer seu cabelo cair ou crescer mais devagar (isso também ocorre com as unhas), ou causas hormonais podem ter o mesmo efeito. Ou seja, não tem como você “ajudar” no crescimento dele sem orientação médica. Até porque se você estiver com anemia, por exemplo, a queda de cabelo é o menor dos seus problemas.
Logo, eu fiz um exame de sangue detalhado, que, graças a deus não constatou nenhum problema comigo. Fui encaminhada pra um nutricionista que me passou uma dieta rica um proteína (carne, peixe), muita folha escura, alimentos de coloração laranja (cenoura, mamão). Normalmente receitam leite nessa dieta também, mas eu reduzi o consumo dele por causa do meu problema de pele. Também me receitou um suplemento pra tomar uma vez por dia, ou seja, o cuidado não era direcionado ao cabelo, mas à minha saúde em geral.
Fazendo o tratamento interno, foi hora de partir pros cuidados externos. Como eu amo mudar a cor do cabelo, o que ocorria é que ele crescia muito na raiz, mas ficava tão detonado nas pontas que eu tinha que cortar quase tudo o que ele tinha crescido, por mais que eu cuidasse. Então a recomendação foi, de a cada 3 meses tirar meio dedo de cabelo, pra cuidar das pontinhas. Não é recomendável deixar o cabelo crescer tudo de uma vez, porque se não as pontas partidas vão abrindo, abrindo, e aí, quando você for passar a tesoura tem que cortar 5 dedos de cabelo e bye crescimento. Ale´m disso, tive que parar de usar colorações com amônia, não tonalizar o cabelo mais que uma vez por mês (por isso também desisti do vermelho) e alternar, numa semana um creme de reconstrução (não teve jeito, tive que comprar um creme com queratina), e na outra, um super hidratante.
É chato, é demorado e não é nada milagroso. Mas funciona. Se liguem nas fotos do meu cabelo em novembro, e agora, pra vocês verem o quanto ele cresceu. E até dezembro tenho esperança de que ele fique um pouco maior. E o mais importante: bonito, saudável, e principalmente, sem riscos e sem precisar deixar de trocar de cor, como eu tanto amo




Em novembro, com cabelo na altura do queixo.




Sabado passado, se liga no cabelón!!! Eu sou a da direita, meu povo, com zóim fechado!

Por isso que eu digo: nem tudo é fórmula mágica, às vezes o básico do básico funciona. Tomem cuidado com as receitas mágicas que vocês encontram net a fora. Podem causar alergias, problemas de pele, coisas extremamente graves. Orientação profissional é tudo!

domingo, 14 de agosto de 2011

Holográfico da Rivka e desculpas.

               Gente, perdoem muito o abandono do blog? Porque, como já falei aqui eu to em fase de término de faculdade. E no próximo domingo, tenho a segunda fase da OAB. Eu sou a felicidade em pessoa por ter passado na primeira fase, que foi uma prova quase impossível. Por isso peço a compreensão de vocês, e a torcida, nesse momenta da vida que é tão important pra mim.
                Me tornar uma advogada vai ser a realização de um sonho de infância. Conto com o apoio de vocês?
                 De resto, posto foto da minha aquisição esmaltística: o holográfico da Rivka, o Miranda.


terça-feira, 9 de agosto de 2011

Moves Like Jagger - Eu Vivo Pra Isso!!!


          Eu vivo pra isso, meu povo!!! Pra ver o delicioso do Adam Levine que podia estar semi nu assim aqui em casa, todo tatuado e fazendo essas caras e bocas gracinha! Pra um clipe bem feito, uma música boa demais de sair dançando e pra ver Christina Polpetone Aguilera magra!!!!
          

           Amadas, assistam o clipe se divirtam!!!



sábado, 6 de agosto de 2011

Mais da Glicerina.

Eu sei que vocês, gatas, devem estar me odiando. Mas gente, eu to com a vida corrida, montando a apresentação da monografia (from hell) e estudando pra segunda fase da OAB. Isso quer dizer que pode ser que o Proud fique um cadim abandonado, mas não é por falta de amor, viu? Em breve prometo mostrar aqui as etapas da preparação pra formatura (com muuuuuuuuitas dicas de beauté!).
Enfim, vim falar de novo da glicerina. Li um monte de coisa sobre ela na net, sobre o alto poder hidratante, blá blá blá. E meu Bepantol líquido acabou e parece que está esgotado em todas as farmácias do mundo. Tive que procurar substitutos. Não que a glicerina tenha as mesmas duzentas mil utilidades, mas pra algumas coisas quebra um super galho.



Além de misturar no creme de hidratação, dá pra misturar UM POUQUINHO DE NADA no leave in pra diminuir o frizz. Super funciona, mas tem que ser bem pouco, se não, gatas, o cabelo fica ensebado.
Também descobri que se misturar um tico no hidratante corporal ela ajuda a diminuir o aspecto de solo rachado da pele. E ainda dá uma luminosidade liiiinda de morrer, parece que você está num comercial de hidratante. Só que, assim... a glicerina é meio viscosa, então tem que usar bem pouco pra não deixar a pele pegajosa.
Custa baratinho, Comprei uma de 30ml pra testar e foi um real. Agora que darei mais de um uso pra ela, pretendo comprar uma maior.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

A MINHA escova de Argan!!!

Olá amadas!!! Vocês querem mais óleo de Argan? Digam que sim e não machuquem meu ego!!!
Pois bem amada, primeiro, mil desculpas: minha câmera resolveu dar pau, então não vai ter fotos. Sorry. Mas tem receita #todascomemora!!!
Então, lembram da tinta ultradesbotante da nutrisse? Pois é, amadas. Eu ensinei aqui a tática ninja de se livrar da tinta vermelha no cabelo, mas faço um adendo: não funciona com ela! Ela, apesar de desbotar rápido é eterna, tipo, não sai nunca nunquinha do cabelo pelas vias normais. E eu precisava deixar de ser ruiva, porque o cabelo vermelho fotografou muito mal com o vestido que vou usar na minha formatura (eu faço esse tipo de teste). Ou seja, tive que apelar pro soap cap, e nem assim tive resultado satisfatório. E depois fui pra praia. Ou seja: imagina a desgraça no cabelo.
Aí, resolvi inventar a MINHA escova de argan, com meus produtos que já tinha em casa, porque não tava afim de gastar dinheiro. Enfim, fui ver na net, e vi que a tal escova de argan nada mais era que usar todos os produtos de uma mesma linha e fazer uma escova. Ah!!! Inventei uma bem mais porreta, gatas!
A receita é: lavar bem o cabelo, e borrifar a queratina líquida como já ensinei aqui. Deixar 10 minutos. Aí, sem tirar a queratina, passar a mistura de: 2 colheres de Novex Óleo de Argan, meia ampola de óleo da Vita Seiva, um tico de glicerina liquida. Enluva o cabelo BEM. Touca laminada e 15 minutos. Depois enxágua o cabelo. Protetor térmico, escova e chapinha e voilá!!!! Cabelo de diva!!!
Gente, em mim deu certo. E a compra dos produtos dá mais ou menos 30 reais. Mais barato que o primo famoso, né???