Páginas

sábado, 30 de abril de 2011

Hidratação Ácida de Creuza + Baby Liss

                E vamos falar de cabelos? (De novo?)

               Bom, moças, o assunto hojé é a hidratação/reconstrução ácida. A função dela é parecida com a da cauterização, mas ao invés de usar o calor usa uma solução ácida pra selar as cutículas. Isso porque o PH do cabelo é ácido, então o princípio da técnica é colocar um monte de coisa boa dentro do seu cabelo, e selar a cutícula com algo ácido pra manter tudo lá.
             Basicamente, é a mesma receita de uma cauterização. Eu lavo o cabelo com um antirresíduos, que abre bem a cutícula do cabelo. Tiro o excesso de água com um secador, e depois borrifo queratina líquida mecha por mecha. Deixo com a touca laminada 10 minutos, enquanto faço uma mistureba potentona: Uma colher de Elsève Reparação Total 5 + Uma colher e meia de Novez Óleo de Argan + uma colher de café de açúcar + 5 ml de bepantol líquido (pode ser substituído por meia ampola de D-Pantenol, daquelas que vende por R$1,00 na farmácia) + azeite de oliva extra virgem. Passo no cabelo, mecha por mecha, e deixo meia hora.
              Depois, enxaguo bem. Bem tipo... uma hora debaixo do chuveiro. E por último... a razão de se chamar ácida: Tiro o excesso de água do cabelo e jogo o suco de um limão ligeiramente diluído em água. Deixo 2 minutos e enxaguo com água fria, q deixo secar naturalmente.
             Olha, quando ele acaba de secar fica meio duro, meio com cara de sujo. relaxa, é assim mesmo. Persevere e deixe pra lavar no outro dia e a mágica estará realizada: o cabelo fica liiiiiiiiiindo!!!
            Depois da minha segunda lavagem cismei de fazer um baby Liss, vejam só como ficou:



                 Dá pra ver melhor as mechas agora, não dá??? Digam que ficou igual ao da Mila Kunis???

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Elton John

Um talento incontestável



YOUR SONG perfeita.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Falando de estética...

Olá, moços e moças!

Primeiramente eu fiquei felicíssima em descobrir que alguns rapazinhos lêem o blog, motivo pelo qual tentarei diversificar o conteúdo daqui. Mas teremos mais receitas de hidratação em breve!
Enfim, o motivo desse post é uma pequena polêmica: até onde o padrão de beleza influencia você? Isso porque lendo o post da Yasmin sobre as sardas eu parei pra me questionar isso. A gente vive num mundo em que certos padrões são vendidos e todo mundo que não consegue comprar se sente deslocado. É fato que toda época tem seus modismos (na década de 80 eram as ombreiras, na de 90 a pinta da Cindy Crawford – que muita gente fazia com lápis de olho... eca!), mas atualmente o avanço tecnológico tem feito com que se ultrapassem alguns limites.
No Japão, por exemplo, existem aparelhos que afinam... a ponta dos dedos!!! Inventaram uma cirurgia que muda a cor dos olhos, lipoaspiração no tornozelo e outras zilhões de coisas descabidas. A tecnologia pode e deve nos ajudar a ficar mais bonitas e a nos aceitar diante do espelho. E eu também tenho as minhas neuroses. Já usei aparelho ortodôntico porque achava que meu sorriso lembrava o Ronaldinho Gaúcho, vivo mudando a cor do cabelo e uso antissinais desde o ano passado. Mas nunca, JAMAIS, me submeteria a uma cirurgia (e todos os riscos que ela traz) em nome de um benefício estético surreal.
Não adianta a moça que tem o quadril largo fazer 200 lipos, e parar de comer. Ela vai emagrecer, ficar doente, mas o quadril vai continuar largo porque ainda não inventaram cirurgia que mude o biótipo e a estrutura óssea das pessoas. Ficar magra por saúde, sim. Fazendo dieta corretamente, orientada por um profissional, ou talvez até pelo mero bom senso, não é mera estética, mas qualidade de vida. A moça que quer reduzir o seio por causa da coluna, ou a que quer por silicone porque não se sente bem... tá ok. Uma pessoa que fez regime, malha, emagreceu, mas quer se livrar de um culote que não sai por nada e vai fazer uma lipoaspiração é igualmente aceitável. Nada disso ultrapassa o bom senso. Mas fazer mais 15 lipos na vida? Trocar o silicone de acordo com a moda da época? Transformar seu próprio corpo num laboratório de testes dos mais novos procedimentos, arriscar a saúde e a vida a troco de... de que?
Pra encerrar, cito aqui alguns casos clássicos: Elza Soares quase virou japonesa de tanto esticar o rosto, e não parece a mulher sensual que já foi, mas uma cobaia de laboratório bizarra. Donatella Versace parece um pato, de tanto colágeno nos lábios e botox. Angela Bismarchi já passou por... ixi, não sei quantos procedimentos. E meu saudoso, amado e ídolo Michael Jackson não só morreu parecendo outra pessoa como depois de tantos pós-operatórios ficou viciado em analgésicos. Vale o risco?

Em contrapartida, temos belos exemplos de gente que envelhece com dignidade, sem deixar de ser linda e usa a tecnologia para melhorar sempre. Luiza Brunet, Yoná Magalhães (já passou dos 70, meu povo. E ao invés de esconder a idade, assume com dignidade), Ashlee Simpson (que não esconde de ninguém que fez uma rinoplastia – bem feita – e se sente contente com isso) e a própria Cindy Crawford, que mesmo depois dos 40 dá show em muita menina de 20 por aí.



Vamos parar pra pensar até quão longe se pode ir?

Ta jogando muitooooo Willians

Era pra eu ter postado sobre isso no domingo dia 24/04 logo depois de ter terminado o jogo, mas eu figuei tão feliz com a vitória do Flamengo, vitória essa que só uma flamenguista doente com eu e São Judas Tadeu o padroeiro do time acreditava, uma vez que o fluminense estava confiante com a vitória surpreendente em cima do argentinos juniors na libertadores.
E realmente o Fluminense estava jogando melhor, e para piorar a situação Flamenguista Leo Moura saiu machucado e quem é flamenguista sabe que o Leo é um lateral fundamental, pensei FUDEU VAMO TOMA DE MUITO. Nessa hora aparece o camisa 08 do Flamengo o melhor volante da atualidade o maior roubador de bola do campeonato WILLIANS ele ajuda a zaga, ele faz o trabalho de meio de campo o cara é BOM JOGADOR raçudo se perde a bola volta pra pegar, e o danado consegue. São jogadores assim que a torcida e os dirigentes deveriam dar valor e não a jogadores "estrelas" que cobram uma fortuna pra não fazer nada pelo time.
Hoje tem jogo do flamengo pela copa do Brasil contra o horizonte vamos torcer nação flamenguista, afinal quem ganha a copa do Brasil já estar automaticamente classificado para Libertadores. Ah nem falei dos dois chápeus que ele deu de uma vez só em cima dos jogadores do fluminense kkkkkk


EU NUNCA TE DEIXAREI ONDE ESTIVER ESTAREI

OH MEU MENGO

terça-feira, 26 de abril de 2011

Selinho com Carinho

Nós recebemos do blog Miados, Lambidas e arranhões da amiga linda Princess Kitty um selinho super carinhoso e junto com ele vem algumas tarefas.

1) Colocar a imagem do selo


2) Linkar o blog que te indicou
http://miadosbdsm.blogspot.com/


3) Indicar 10,15 ou 30 blogs para ganhar o selo só que só vou indicar 6 rsrsrs ( mas são blogs que moram nos nossos corações )

http://lordbondage.blogspot.com/

http://www.ricotanaoderrete.com/

http://noauge4ponto0.blogspot.com/

http://inuteisdelicadezas.blogspot.com/

http://mestresplinterpensar.blogspot.com/

http://oconventodassafadas.blogspot.com/

Beijos das meninas do PROUD MARY

Sabe aquela música?

            Sabe aquela musica que você conhece, já ouviu (na rádio, na TV, na trilha sonora de um filme), mas não faz a mínima idéia de quem canta? Pois é.
            Aí, que euzinha aqui fuçando no Youtube, tentando acompanhar o The Voice (reality que tem como jurados meus musos Adam Levine e Christina Aguilera) vejo eles e os outros dois jurados ESCULACHANDO uma música dessas. Gente, chorei. Chorei porque não faço a minima idéia de quem sejam os outros dois jurados/cantores, mas descobrirei porque gamei na voz deles. Chorei porque o Adam cantando e tocando bateria deu vontade de morder. Chorei, porque como sempre, quando a Christina abre a boca todo mundo vira Backing Vocal: ela ofusca todo mundo.

           Continuo não sabendo de quem é a música original. Mas se alguem tiver o link pra baixar só esse áudio aí... posta nos comentários por favor???

sábado, 23 de abril de 2011

Flashdance

Sim, to 100% chata com isso, mas usou a expressão “década de 80” nem precisa dar maiores detalhes não que eu já amei. Aí que esses dias fiz um flash back e fui assistir pela enésima vez o filme Flashdance. Quem nunca se acabou de dançar What a Feeling em festa de casamento formatura? Quem não conhece a cena da Alex na cadeira puxando uma cordinha e tomando um banho no palco? Clássico!


Aí que eu olhei a capa e vi ela usando essa malha cinza linda de morrer. Preciso dizer que eu cobicei? Não? Bobagem né?


Recorri à santa mamãe e pedi pra ela fazer um vestidinho nesse estilo pra mim. E ainda completei com sapatos neon (mais década de 80 impossível) e saí na rua ouvindo What a Feeling na minha cabeça... aloka!


quinta-feira, 21 de abril de 2011

Volta, A-ha!!!

Levando em conta que eu (ainda, graças a Deus) nasci na década de 80, venho falar de uma das minhas primeiras paixões musicais: O A-ha.
Nem lembro desde quando eu conheço e gosto do som deles, só me recordo de eu, bem criancinha, tipo, 4 aninhos, só ia dormir ouvindo You Are the One, faixa 1, lado A, de um vinil que tem lá em casa até hoje.

É. Eu sou da época do vinil, do Xou da Xuxa, dos Cavaleiros do Zodíaco e de jogar Mortal Kombat num Nintendo. Me apedrejem e me chamem de velha, mas mesmo que por pouco eu sou da década de 80.
Mas, enfim, gostar de A-ha foi herança de papai e mamãe que sempre gostaram de coisa boa (além do A-ha eu também amo Bee Gees, Roxette, Madonna, Tina Turner, Guns n’ Roses, Metallica, AC/DC, Rolling Stones, Dire Straits e um monte de coisa dessa época aí). E esse trio norueguês mora no meu coração desde sempre. Meu e de muita gente, porque no Rock in Rio II, em 1991, o show deles foi parar no Guiness Book como recorde de público: 198 mil pessoas. É gente pra caramba.

 Pra minha tristeza, ano passado numa turnê mundial eles encerraram a carreira, e perdi a oportunidade de vê-los ao vivo pela última vez. Mas como música boa não tem idade, eu continuo ouvindo o som deles e me deliciando com a voz inconfundível do Morten Harket.


O fato é que se tem uma coisa que muito me entristece é que um grupo com tanto potencial pra continuar fazendo coisa boa dar por finita uma carreira tão longa. Isso porque os últimos trabalhos da banda foram sucesso de público e crítica, o que prova que eles tinham muito a oferecer ao público e muito em que contribuir com a música de um modo geral.
Aí, antes de postar meus 2 clipes favoritos deles pra encerrar o post, fica a reflexão: se estamos num cenário musical onde “Créu” faz sucesso, e bandas como o A-ha encerram a carreira... onde nós vamos parar?




terça-feira, 19 de abril de 2011

Make Over

            Gente, tenho que confessar uma coisa. Eu tenho um lado travesti! E pra comprovar isso, tenho que falar uma outra coisa que vai fazer os profissionais da beleza quererem me matar: EU AMO UM MAKE BEM OVER!!! Olho tudo, boca muito tudo, cabelão mais que tudo!!! Acho lindo!!!
            Respeitada a devida harmonia e combinação das cores, acho a coisa mais linda desse mundo de meu Deus uma maquiagem toda elaboradona. Mulher basiquinha que só usa filtro e rímel??? Quase me mata!!! Acho lindo em algumas pessoas, e sei que cada um tem seu estilo, mas acho muito mais bonito um olho esfumadão!!! Aquela onda de maquiagem nude que deixava a mulherada com cara de anêmica foi um período depressivo na minha vida!
E, seguindo esse estilo, eu tenho as minhas divas do make over que fazem a minha alegria. A primeira é a Christina Aguilera. Batom vermelho, sempre!!! E gente, ela usa postiços!!! Olha só que coisa linda:

Mesmo quando ela não usa batom vermelho ela nunca fica com a cara apagada de defunta, olha só:
Outra que eu gosto muito é da Gwen Stefani. Alem do estilo único de se vestir e do tradicional batonzão vermelho, gente, ela tem rugas!!! A testa dela se mexe, ela não fica plastificando a cara!!! Acho isso fantástico!!!

E tem algumas outras que, aleatoriamente apostam no combo maquiagem over + cabelão e ficam com cara de rica. Aí vai pra minha pastinha de inspirações, porque eu amo o estilo:

Eu tenho fé que um dia as mulheres do mundo todo irão aderir ao glamour diário e saírem assim: lindas!

Jessie J, sua linda!!!

Gente, to totalmente “in Love” pela Jessie J!!! Desde que assisti o clipe de Price Tag, essa musica ficou chicletando na minha cabeça (e no meu MP5), e fiquei esperando desesperadamente pelo lançamento oficial do CD dela. À parte as músicas excelentes e o vozeirão da britânica, eu babo mesmo é com o estilo dela.
Primeiro, que cabelo lindo!!! O brilho, o pretão, o movimento... é tudo sonho de consumo. Depois, vem como ela se veste. Óbvio que tem umas coisas bem over, que pegam super bem nos holofotes mas não são usáveis aos reles mortais, mas eu acho super bacana essa coisa meio sexy, meio futurista e meio moleca dela. Apaixonei.
Aí que assistindo o clipe novo dela, Nobody’s Perfect, apaixonei nesse make aqui:

Esse mesmo olho marrom aparece em dois momentos do clipe, esse da foto e em outro que ela usa com um batom mais rosado, só que eu não achei foto. Fora o fato de a música ser muito boa e o clipe ser bem Alice in Wonderland (os efeitos visuais são lindos), eu cismei que tinha que copiar o make. E copiei a versão do batom rosado, que achei mais a ver com meu tom de pele (ela é bem mais branquinha). Lógico que não fiz tão puxado pra fora como o dela, mas achei super simples de fazer. Uma sombra marrom médio com acabamento metálico na pálpebra, puxando pra fora. Na parte de dentro suavizei a cor com um tico de dourado, lápis preto na linha d’água e rímel. Só. Nem precisa esfumar muito. Pouco blush, batom rosa e temos um make lindo pra usar de dia. Pra ir pra noite com ele só caprichar um pouco mais no brilho e pôr uns postiços.
Olha só como ficou:


Pra encerrar, o clipe de Nobody’s Perfect, que eu achei tudo de bom!

domingo, 17 de abril de 2011

Como superar uma ressaca.

Bem, bem, bem... Como todo mundo deve saber, eu e Silvana somos duas moças universitárias. E como 99% dos universitários... a gente bebe, né colega??? A questão é q essa vida bandida traz consequencias, desde dar PT e bafão nos rocks da vida, até as indesejáveis ressacas. Então aqui seguirá um mini guia que vai ajudar a manter a dignidade nas festcheenhas e evitar uma possível ressaca.
Primeira coisa é levar uns chicletes na bolsa. Bafão de bebum é o fim. Segundo é saber que a sua maquiagem tem que resistir bravamente. Rímel, delineador... tudo a prova d'água pra não virar panda. Por fim, se for bater cabelo, nada de penteados bizarros, que vão desmontar e te deixar mal nas fotos.
Após, como lidar com o excesso da alcool? Primeiro, coma. Antes de sair de casa, arroz, feijão, sustança!!! E respeite um tempo pro seu organismo digerir isso, não sair jogando alcool por cima. Depois que começarem as festividades, ir beliscando também é bom. Próxima coisa é: NADA DE ENERGÉTICO!!! Fuja dele como o diabo foge da cruz. Corra!!! Sabe por quê? Porque o primeiro sinal de que você está ligeiramente ébria é a lentidão nos reflexos e fala mais arrastada. O energético não deixa esses sintomas aparecerem, o que vai te fazer achar que pode beber mais do que realmente aguenta. O resultado disso vai ser um P.T. (perda total).
Fuja também de bebida vagabunda. Vodka de R$6,00 a garrafa??? Tenha muito medo e corra!!! Os efeitos são devastadores: o bafo é pior, o porre vem mais rápido e a ressaca é mortal. Tenha amor ao seu organismo e à sua cabeça no dia seguinte, e beba algo decente!!! Quando sentir as tonturinhas, largue o copo, vá ao banheiro, beba uma água, masque um chicletinho, e só quando a tontura passar vc pede a próxima dose, ok??? Dessa forma além de não dar vexame, seu organismo fica menos sobrescarregado, e menos chances de ressaca. Aliás, a água é fundamental. Eu fico com uma garrafinha do meu lado o tempo todo e sempre tomo um golinho que seja. Isso também ameniza a ressaca. Investimento a longo prazo, confiem!!!
Por último, tenha amigos. Primeiro, pra rir. Segundo, pra ter quem tome o copo da sua mão se vc passar do limite e começar a achar que é a Gretchen. Terceiro, pra ter quem diga que sua coreografia tá ridícula, que seu cabelo desmontou e que seu visual está um desastre. Se você sai pra beber em local desconhecido e sem amigos por perto, fica à mercê de gente mal intencionada. Saia sempre em grupo, estilo três mosqueteiros: um por todos e todos por um. Reduz os riscos de boa noite cinderela, de assaltos, de estupros... sair em grupo (misto, homens e mulheres) de confiança reduz os riscos de uma série de problemas. Sem falar que é mais divertido.

sábado, 16 de abril de 2011

Um post sobre... homens!

     Sou uma pessoa que tem muitos amigos do sexo masculino. Me dou bem com eles, me sinto a vontade pra fazer um monte de coisas na companhia dos meus amigos, que talvez, se estivesse sozinha, não teria coragem. E de quebra acabo servindo de conselheira amorosa e tentando explicar complicado universo feminino.
     E gente, quem acha que homem não tem insegurança... eles tremem na base diante de algumas situações e não sabem como lidar com elas. Isto posto, vou listar algumas qualidades que mulher repara em homem, mas nem sempre admite:

1 - SABER USAR AS PALAVRAS : Uma gaguejadinha em determinadas situações pode até ser fofo, mas a gente gosta de homem que se expresse bem. Se expressar bem é diferente de ter papo. Não basta ter conteúdo, tem que saber expô-lo, usar palavras que não sejam agressivas, não usar gírias descontroladamente, usar o tom de voz adequado. A gente repara nisso. Na verdade, falar alto/errado/descontroladamente é uma coisa chata em qualquer pessoa (homem ou mulher).

2 - TER PAPO: Mulher também repara no teor da conversa. E principalmente, que se adequa à ocasião. A gente tende a gostar de estar perto de gente que consegue dominar uma série de assuntos (e que morra de rir com piadas politicamente incorretas também).

3 - GENTILEZA: Mulher ama homem gentil. Ponto. E não só com a gente. Toda mulher se derrete com caras que abram a porta, cedam lugar pra velhinhas no onibus, tratem bem a propria mãe e essas coisas. Tornam a pessoa encantadora.

4 - PERFUME: Por último, mulher ama homem cheiroso. Não que tome banho de perfume, mas que use-o com frequencia. E esse conceito de cheiroso se extende a outros campos tipo: roupa limpa, cabelo bem cortado, barba feita. O homem cheiroso passa o aspecto de ser limpo e asseado, ainda que inconscientemente. E todo mundo gosta de estar perto de gente cheirosa, né?

          Bom, é isso. Esse tipo de característica de personalidade é o tipo que realmente conquista. É aquele tipo de coisa que vai se percebendo com o convívio, tornando-o bem mais agradável. Depois que meus amigos passaram a se atentar mais pra esses detalhes que parecem tão bobos, estão todos se arranjando na vida. Uma prova de que o que eu disse é verdade.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Receita de Hidratação

Olá!
E conforme prometido vou dar a receita que uso para que meu cabelo sobreviva às sucessivas tinturas que o castigam. A primeira consideração que faço é sobre a queratina. Não uso. Ponto. Qualquer linha que diga que é de reconstrução, qualquer produto que anuncie ter queratina na fórmula... eu corro. Isso porque excesso de queratina detona o cabelo. E queratina não é para cabelos ressecados, é para cabelos com química, e ainda assim, com critério. Então, sempre uso linhas de reparação, que contenham coisas bem hidratantes, tipo abacate, karité, semi di Lino, tutano, silicone... bla bla bla.
Quando sinto que meu cabelo precisa de queratina (tipo quando fica ralo e quebradiço) eu uso queratina líquida separada. Acho mais fácil pra dosar a quantidade e só usar quando realmente necessário. Isto posto, segue a receita da minha megahidratação:
1 colher da máscara Novex Óleo de Argan
½ colher da máscara Vult Hair Repair – Extreme Repair
½ colher da máscara Elséve Reparação Total 5
½ colher da máscara Novex Hair Power
Algumas gotas de óleo de Karité

Lavo o cabelo todo com shampoo anti-resíduos, e passo essa mistura no cabelo, mecha por mecha, massageando bem e deixo com a touca por 20 minutos. Depois enxáguo em água morna. Enxáguo bem. Bem, tipo, bem MESMO, como se minha vida dependesse disso. Dou o último enxágüe em água fria. Aí entra o pulo do gato. Se eu for fazer só a hidratação eu passo condicionador, enxáguo de novo, uso o leave in de costume e deixo secar. Mas, uma vez por mês, depois do processo eu não uso o condicionador para poder usar a queratina.
Depois de enxaguar eu seco bem o cabelo com a toalha e passo a queratina líquida em spray no cabelo, mecha por mecha (não passo demais, umas duas borrifadas no comprimento de cada mecha), depois uso um tico de protetor térmico, faço uma escova e passo chapinha, deixando sem lavar por dois dias. Essa é a receita da cauterização dos salões (que custa um horror) e o resultado é ótimo. Mas não se deve fazer com freqüência, porque queratina em excesso estraga o cabelo.
Segue foto do cabelo depois do processo.



terça-feira, 12 de abril de 2011

Ombré Hair

Olá!
Esse post é pra falar de uma coisa com a qual as mulheres vivem brigando: o próprio cabelo!
Bom, eu já disse que sou meio camaleoa e gosto de mudar o picumã todo mês. Então que eu vi a tal da moda do Ombré Hair e cismei que queria. O problema é que eu não queria a raiz tão escura e nem a pontas tão loiras. Eu queria um efeito sutil.
Já tive uma experiência ruim com salão e luzes, pois o resultado saiu mais claro e com mais mechas do que eu originalmente queria, então enfiei na cabeça que ia fazer em casa mesmo. Tinha ficado indignada de ter gasto R$ 100,00 do meu suado dinheirinho pra não ter o resultado que eu queria (e ainda ver a cabeleireira usar Blondor no meu cabelo. Blondor!!! E não um descolorante profissional). Logo, comprei eu mesma o Blondor , a touquinha e fui fazer minhas luzes. Primeiro puxei mechas bem fininhas com a touca e passei o descolorante do meio pra baixo. Deixei até ficar o tom de loiro mel/castanho claro que queria, lavei com shampoo e aquela bisnaga poderosa que vem no kit da Koleston. Tirei a touca e sequei o cabelo. Depois, usei a touca de novo, puxei mais mechas e passei o descolorante outra vez, dessa vez a uma distancia só de uns 4 ou 5 dedos da raiz. Deixei descolorir uns 5 minutos a mais do que tinha deixado a vez anterior, lavei do mesmo jeito.
Depois que tirei a touca, lavei o cabelo todo com antirresíduos e caprichei na hidratação (receita em breve). Depois, virei de cabeça pra baixo, amarrei o cabelo e passei a tesoura tirando uns 2 dedinhos. Lavei escovei e... ficou do jeito que eu queria!!!
Claro que agora eu tenho que ficar hidratando ele toda semana (não sou estúpida de achar que o descolorante não trará conseqüências). Mas, salvo o fato de eu ter que hidratar com mais freqüência, meu cabelo esta lindo, obrigada. Não ficou espigado, espetado, nada disso. Talvez porque também tenha tido o cuidado de tirar as pontinhas bem de leve. E a vantagem desse tipo de mechas é que eu não precisarei ficar retocando todo mês, o que vai dar pro meu cabelo tempo pra se recuperar.
Vale lembrar também que meu cabelo é lisão natural. O descolorante não veio se somar a outras químicas, como relaxamento e progressiva. Acho que quem usa qualquer técnica de relaxamento/alisamento não deve nem sonhar em fazer uma doideira dessas. Eu só fiz isso depois de muita insatisfação com diversos profissionais que nunca faziam o que eu pedia – e ainda me cobravam uma fortuna.

Enfim, aí estão as fotos. Dá pra ver que eu não deixei loooooooooooooooooiro... apenas com alguns reflexos na cor mel. Do jeito que eu queria, sem gastar uma fortuna!!!

Cinema: Bravura Indomita

Hello, cats!
            Hoje vou postar uma dica de um filme que eu vi e fiquei encantada. Entre os indicados/vencedores do último Oscar muito burburinho foi feito em torno de Cisne Negro, que é um ótimo filme. Mas de todos o que me cativou mesmo foi Bravura Indômita. 
            Primeiro porque é um faroeste. Gente, quanto tempo tem que não se lançava um faroeste no cinema? E um faroeste bom? É um gênero que estava quase esquecido e foi magistralmente resgatado.
            Segundo porque é um filme sublime. Me fez rir. Me fez gargalhar. Me fez ficar com raiva, me fez chorar e me fez torcer. E quando acabou me deixou com um nó na garganta e um sorriso besta na cara. Porque não é um filme com uma historinha besta de amor. Não. É um filme que fala sobre admiração, sobre amizade, sobre afeição honesta e sincera derivada da convivência. É um filme que basicamente fala sobre laços que vão se formando a partir de onde as dificuldades surgem.
            Sem falar no brilhantismo das atuações. Quem achava que o Matt Damon só sabia fazer o galã fodão da trilogia Bourne tem que ver esse filme pra engolir tais idéias. E quem gosta de um bom filme que vai ter surpreender do começo ao fim, deve assistir também.

Amizade Virtual


Todo mundo fala de namoro virtual, mas hoje eu quero falar de amizade virtual, de como ela foi saudável pra mim e pra minha recuperação. Eu sempre achei amor de amizade mais importante do que amor carnal aquele de homem e mulher, sério? sério e explico porque, já viu o ditado homem é igual biscoito perde um vem dezoito então esse ditado mostra a facilidade de ter um homem, agora nunca vi assim o mesmo ditado se referindo a amizade, porque será ? porque a amizade tem mais significado e mais relevância no coração das pessoas ( pelo menos no meu ) achar um amigo é mais difícil e requer mais cuidados ainda mais na internet, mas eu fiquei impressionada como eu tive a sorte de encontrar pessoas legais e com tantas afinidades. Foram pessoas que me ajudaram superar o que eu estava passando e que sem saber ganharam meu coração.

A mesma felicidade que sinto quando saio com os meus amigos pra um bar ou um restaurante é a felicidade te teclar com eles por horas no msn.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Moda Jurídica

Hello, people!!!

            Pra que nos conheçam melhor, eu e Silvana estamos no divertindo com essa onda de ser blogueiras, mas na verdade, somos duas acadêmicas formandas do curso de Direito. Como todos devem saber, quem escolhe trabalhar nessa área acaba frequentando ambientes muito formais, e vestir roupas igualmente formais é quase uma obrigação. Simplesmente não combina com a profissão uma advogada/juíza/promotora de chinelos (mas pra ir pra faculdade pode!).
            Logo, o código de vestuário da profissão é taxativo: vista-se bem.
            O problema é... se vestir bem é sinonimo de mesmice? Isso porque nos foruns da vida o que eu mais vejo é o bom e velho terninho preto. Nada contra: é um coringa e é lindo. Mas todo dia? Só mudar a cor da blusinha?
           É verdade que pra quem trabalha com público o terninho é uma peça que impõe respeito. De fato, pra uma pessoa que lida com Direito Criminal (eu) não é de bom tom usar roupa chamativa por exemplo, pra interrogar um réu. Mas o fato é que com um pouco de bom senso, dá pra usar saia, vestido, cor, bijuteria no local de trabalho sem ter cara de festa ou ficar vulgar.
           Vou tentar postar por aqui ao longo do tempo fotos de mulheres que admiro por se vestirem lindamente, sem deixar de ser femininas, e adequadas ao local de trabalho. E vou começar com a roupa que usei hoje e que me rendeu elogios!

           Desculpem a má qualidade de foto no celular e se atenham à dica: Seu terninho preto não precisa virar uniforme, e não precisa gastar muito pra se vestir bem (a saia foi mamãe que fez pela bagatela de R$20,00).

Tô Cobiçando

Tenho uma amiga que colou uma foto dela de biquíni na porta da geladeira e outra no armário numa tentativa de emagrecer. Dizia ela que toda vez que ela se via “gorda” perdia o apetite.
Aí eu comecei a adotar o mesmo princípio com as coisas que eu quero, mas deixo na proteção de tela do meu computador, pra poder não me esquecer do que tenho que fazer. Prometo ir postando esses desejos aleatórios por aqui. Já há alguns anos tenho mantido o cabelo de curto a médio, nunca deixando crescer. E nesse ínterim, já fui ruiva, castanha, loira, luzes, marrom, Borgonha... ufa! Todo mês eu mudo o cabelo. Um dia prometo contar o que faço pra que ele resista a tanta tintura.
Mas aí eu achei uma foto na net e eu cobicei esse cabelão grandão aí:


           Mila Kunis no SAG AWARDS. Quero pra ontem. Aí sempre olho pra essa foto quando dá vontade de voltar pro vermelhão ou meter a tesoura. E fico medindo quantos centímetros meu cabelo cresceu, pra eu poder me jogar no Baby Liss e ter esse cabelo aí.

domingo, 10 de abril de 2011

Xtina, lingerries e beleza.

Bom, não vou começar o post dizendo que eu amo a Christina Aguilera. Mentira, eu vou. Acho ela esnobe, caruda, antipática e dona de uma puta de uma voz. E até acho que a mídia não faz justiça pra ela, mas enfim... Pra mim ela é o máximo.
E eis que a bela lança uma colação pra C&A. As roupas nem fizeram muito meu estilo não, mas as lingerries... acabei comprando um corselet preto e vermelho e to usando vertiginosamente.



Gostei tanto que usei ontem como blusa mesmo, com um cardigã por cima e todo mundo babou.
To pensando até em criar um movimento pela lingerrie bonita. E daí que ninguem vai ver? Eu me sinto superpoderosa quendo estou com uma peça dessas, mesmo que seja uma calcinha nova. A mulher tem que ficar bonita pra ela mesma, e tudo começa nos detalhes.
Por isso fica a dica: Lingerrie bonita é vida!

Gostando de Futebol

Oi é meu primeiro post, eu fiquei em dúvida se falava de cinema ou de futebol que são minhas paixões, então decidi vai futebol, quero falar como é difícil achar alguém que fale de futebol sem parecer esporte exclusivo de homem, não é não, esse esporte também é nosso, a adrenalina, a euforia e outras sensações que são causadas pelo futebol também nos atrai ( pelo menos a mim, ver um gol do meu mengão é praticamente um orgasmo, se for na final de uma Libertadores vira orgasmos multiplos rsrs).Então quando vierem falar da supremacia dos homens no futebol pensem no último orgasmo de vocês e falem de futebol com a mesma felicidade e envolvimento quero ver se não vai parecer uma grande entendedora do assunto.

First post e assunto sério

Hello, people!!!

Primeiro do que eu espero que sejam muitos posts. E já começo com tema polêmico: vamos falar de sexo?
Não, não vou falar de nada relacionado ao tema diretamente, mas em como tabus sexuais acabam sendo nocivos em outros setores das nossas vidas.
Esses dias fui pegar ônibus pra faculdade e fiquei conversando com uma moça que também pega ônibus ali todo dia. Gente, e ela é linda. Linda mesmo, igual uma boneca. Só tem um problema: acne. Papo vai, papo vem, ela me disse que ia tentar iniciar um tratamento com Roacutan. Pensei, poxa, mas é um tratamento super agressivo, aí perguntei se ela tinha tentado outros tratamentos antes, e ela disse que não. Perguntei se a causa da acne dela poderia ser hormonal, e ela disse que não sabia. Perguntei a idade dela, e ela disse que tinha 19 anos.
Gente, uma moça de 19 anos que assumiu pra mim nunca ter ido ao ginecologista. Um absurdo! Disse pra ela que eu também tinha acne, e que tomar anticoncepcional resolveu meu problema, que talvez ela devesse procurar um especialista antes e tal. Ela me respondeu que não queria não, obrigada, porque se a mãe dela visse que ela toma anticoncepcional ia achar que ela não era mais virgem e ela ficaria com vergonha. Absurdo (2)!!!!
Gente, no meu caso a acne era fruto de ovários policísticos. Digita isso aí no Google, e vai ter uma enxurrada de coisas atestando que a acne é o menor dos problemas pra quem tem ovário policístico. Aí vem uma menina linda, que pode ter um problema serio de saúde, querendo se submeter a um tratamento hiper agressivo como o Roacutan por vergonha de tomar anticoncepcional? Não vou nem entrar no mérito de a pessoa ter vida sexual ativa ou não, de evitar a gravidez ou não. Só fico me perguntando porque uma coisa como ir ao ginecologista vira tabu entre algumas pessoas. E ela não é a primeira pessoa que me diz que tem vergonha de ir ao ginecologista ou me diz que “a mãe briga” se tomar anticoncepcional. Em pleno século XXI ainda ter famílias que restringem o direito da mulher de cuidar da própria saúde me choca.
E pra constar, minha mãe prefere que eu seja saudável e sempre falou de tudo comigo. Talvez por isso comportamentos diversos me choquem. Porque não consigo achar normal uma pessoa ter vergonha de usar absorvente interno, sabonete íntimo, ir ao ginecologista ou tomar anticoncepcional. Não é uma questão de sexualidade, é uma questão de saúde e higiene, e no caso da minha acne pelo menos, foi também questão de beleza e auto estima.
Eu espero honestamente que o dermatologista dessa garota lhe indique outros especialistas antes de submetê-la ao Roacutan.