Páginas

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Moda Jurídica

Hello, people!!!

            Pra que nos conheçam melhor, eu e Silvana estamos no divertindo com essa onda de ser blogueiras, mas na verdade, somos duas acadêmicas formandas do curso de Direito. Como todos devem saber, quem escolhe trabalhar nessa área acaba frequentando ambientes muito formais, e vestir roupas igualmente formais é quase uma obrigação. Simplesmente não combina com a profissão uma advogada/juíza/promotora de chinelos (mas pra ir pra faculdade pode!).
            Logo, o código de vestuário da profissão é taxativo: vista-se bem.
            O problema é... se vestir bem é sinonimo de mesmice? Isso porque nos foruns da vida o que eu mais vejo é o bom e velho terninho preto. Nada contra: é um coringa e é lindo. Mas todo dia? Só mudar a cor da blusinha?
           É verdade que pra quem trabalha com público o terninho é uma peça que impõe respeito. De fato, pra uma pessoa que lida com Direito Criminal (eu) não é de bom tom usar roupa chamativa por exemplo, pra interrogar um réu. Mas o fato é que com um pouco de bom senso, dá pra usar saia, vestido, cor, bijuteria no local de trabalho sem ter cara de festa ou ficar vulgar.
           Vou tentar postar por aqui ao longo do tempo fotos de mulheres que admiro por se vestirem lindamente, sem deixar de ser femininas, e adequadas ao local de trabalho. E vou começar com a roupa que usei hoje e que me rendeu elogios!

           Desculpem a má qualidade de foto no celular e se atenham à dica: Seu terninho preto não precisa virar uniforme, e não precisa gastar muito pra se vestir bem (a saia foi mamãe que fez pela bagatela de R$20,00).

6 comentários:

  1. barbi vc araza tem bom gosto tbem erdou de quem o bom gosto vc e linda e obrigado pelas dicas

    ResponderExcluir
  2. Me perdoe mas como mãe não podia deixar de dizer , que pra meu gosto a saia devia ser um cadim mais comprida,rrsrsrs , coisas de mãe entende ?? mas o modelo e lindissimo, claro que sou fã de roupas com cores sobrias, acho que pra mim e pra meu porte fica melhor e mais apresentavel,mas concordo que se prima o bom gosto não cair na mesmisse,muito bem escrita a pagina ,mas sou suspeita de falar, mas me conhecendo bem como me conhece sabe que eu sou sua pior critica, entao não minto,beijocas

    ResponderExcluir
  3. O blog está super interessante, sobretudo a questão do vestuário jurídico, isto porque sofremos muito preconceito por parte de algumas pessoas desinformadas que nos chamam de metidas só pelo fato de nos vestirmos bem para o estágio, e ainda há quem diga que estamos nos "achando a promotora ou a juíza"!! Então vale a dica, vestir-se bem em todas as ocasiões é fundamental afinal nossa aparência é nosso cartão de visita! Parabéns pelo blog, mil beijos!

    ResponderExcluir
  4. É amiga só você sabe o que eu passo na mão desse terninho preto rsrsrs. E só vc tb pra escrever tão bem de moda e de direito.
    Bjos te amo

    ResponderExcluir
  5. Adorei a saia, mas eu preferiria uns centímetros mais compridas!!! ...rsrs...

    "Tô" adorando o blog!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Também sou da área jurídica e assim que vi o blog no osioso.com.br me chamou atenção esse post ao final...

    Ok, terninho todos os dias é tedioso. Porém, garanto que qualquer escritório que meus colegas trabalham, se você fosse vestida assim, seria "justa causa"...

    MUITO curta para um ambiente formal e jurídico. E ainda com o decote da camisa eu pergunto se você está querendo uma promoção.. hahaha #prontofalei

    ResponderExcluir

Gostou do post? Comenta, gata!